A surpreendente verdade sobre tapetes e carpetes

Tapetes e carpetes são uma opção de revestimento muito popular. Entretanto, estes artigos geralmente estão associados a alguns rumores e dúvidas, principalmente no tocante a alergias. A preocupação não é à toa: de acordo com dados da Associação Brasileira de Alergia e Imunopatologia, cerca de 30% da população do Brasil possui algum tipo de reação alérgica, o que equivale a mais de 50 milhões de pessoas. Mas, segundo o Carpet and Rug Institute (CRI), situado nos Estados Unidos, tapetes e carpetes não são os vilões das alergias e podem ser uma solução viável e benéfica a todos.

A afirmação do CRI é baseada em estudos realizados ao redor do mundo. Na Suécia, por exemplo, resultados de uma pesquisa apontaram que o uso de tapetes e carpetes diminuiu 70% no país ao longo de 15 anos. No mesmo período, o índice de reações alérgicas na população aumentou 30%, fato que sugere que não há ligação alguma entre o uso de tapetes e carpetes a alergias e ataques de asma. Outro estudo realizado com mais de 20 mil pessoas em dezoito nações indica que a utilização deste tipo de revestimento em quartos está associada à redução de asma e bronquite. No mesmo sentido, pesquisa desenvolvida em New Jersey (EUA) com 4,6 mil crianças em idade escolar sugere que ter tapete ou carpete no quarto está associado à maior assiduidade nas aulas e menor necessidade de medicações.

Então, se tapetes e carpetes não estão contribuindo para problemas de alergia e asma, como eles ajudam as pessoas naquelas condições? A resposta é simples: eles atuam como um filtro, como uma armadilha para alérgenos, que vão desde pelos de animais de estimação, poeira e ácaros até pólen de flores, mantendo as partículas fora do ar. Uma vez presos, estes alérgenos podem ser facilmente removidos por meio de técnicas apropriadas de limpeza. Confira, abaixo, dicas para manter carpetes e tapetes sempre limpinhos e longe de alérgenos.

1. Aspirar regularmente

Quantas vezes você realmente precisa aspirar tapetes e carpetes? Áreas de alto tráfego ou com animais de estimação devem ser aspiradas diariamente, locais de médio tráfego precisam ser aspirados duas vezes por semana e áreas de tráfego rápido e esporádico, semanalmente.

2. Evitar a entrada de sujeira

Manter longe dos tapetes e carpetes tanta sujeira quanto possível é o ideal. Para isso, colocar na porta de entrada um capacho para as pessoas limparem os pés é uma boa pedida. Outra solução é que não entrem com calçados na residência. Para barrar a entrada de partículas de poeira, deve-se evitar abrir portas e janelas.

3. Limpar profundamente

Uma vez por ano os tapetes e carpetes precisam ser limpos com água quente ou vapor, trabalho que deve ser realizado por profissionais. Esse processo extrai a sujeira mais profunda que a aspiração regular não consegue alcançar. Se você sofre de alergia, considere limpar seu estofados, cortinas e persianas também.

Ler outras matérias